Levados Pela Poesia

quarta-feira, 21 de março de 2018

EM MENTE

Sou o que estou,
Essa constante inconstância
Não é algo que se possa evitar.

Eu não,
Não penso nisto,
Tampouco naquilo.

E se eu disser
“Irei vencer”,
Então irei apenas concorrer.

Um caminho para chamar de meu
E estar quem sou.

“O que sou não devo estar”,
Foram as palavras que eu precisava falar.
E, com isto em mente,
Caminho tranquilamente por onde devo correr
E observo tudo se encaixar.

“Ande, mesmo que devagar,
Só não se permita parar,
Ao menos irá aproveitar.
Para que pressa?
A hora ainda não é esta”.

Tudo no seu tempo.
Que eu saiba esperar
E a ansiedade abortar!
Para ser, finalmente,
Quem sou.

2012,
Thais Poentes

Nenhum comentário:

Postar um comentário