Levados Pela Poesia

sexta-feira, 16 de março de 2018

LUITKYDS

Quando a nitidez do sol atingir tua serenata,
As trovas redigidas em seus feixes tu poderás aquiescer
E, se isto ocorrer, decifrarás o calor de viver,
E, com esmero, terás tua próxima cantata.

As estrelas não iluminam nada mais que um acometer,
Essas alusões todos vão sofrer,
Algo que tua mão não poderá tocar,
Somente o vento, que teus cabelos embala.

Vamos, então, para a próxima estação.
A lucidez do páramo com minha não-poetisa,
A luz nos cortes de cada anelação

E a cela do raio de sua brisa
Constantemente liderarão
A flácida Cabeleira de Redenção.

2014 - 2016,
Thais Poentes

Nenhum comentário:

Postar um comentário