Levados Pela Poesia

terça-feira, 13 de março de 2018

NAVEGAÇÃO LUNAR

Sabem eles o caminho errado a se seguir,
E ainda assim se vão,
Ignoram tudo aquilo que a harmonia transporia de si.

Poderíamos cruzar a fronteira que tentaram nos impor,
Nossa atitude mais disruptiva nos tornaríamos,
A palidez que lhe delineia eu seguiria,
A regra do seu respirar me disciplinaria.

Faremos nossa viagem lunar,
Atravessaremos o pôr do sol
Para o seu azul escuro.

Sabemos nós da violência que nos proporcionam,
Porém o enfrentamos –
Não podemos permitir que o receio que os toma
Domine sobre nós.

E poderíamos navegar na insanidade,
Tomar o gosto agridoce da coragem,
Proporcionaríamos tudo o que flui em nossos corpos.

Faremos nossa viagem lunar,
Atravessaremos a solidão contígua
Para o seu oceano
E sua margem azul.

O crepúsculo reflete agora em seu olhar,
As folhas secam lhe cobrem,
Sua canção esconde sua voz,
O clamor está nos detalhes dos segundo que passam,
Seu espectro é meu dilúvio
Em nossa navegação lunar.

Sonhando com a não vivida vida...
Tornando-se a própria não-vida,
Consumindo o que não restou.

 Março de 2017, 
Thais Poentes


Nenhum comentário:

Postar um comentário