Levados Pela Poesia

terça-feira, 20 de março de 2018

OP.25 N.02 - PÁTRIA AMADA BRASIL (PEDIDO DE EXÍLIO)

Na minha Terra tem fogueiras,
Que queimam as folhas e os sabiás.
Nosso céu já não tem estrelas,
Porque as fábricas poluem o ar.

Brasil, símbolo do caos universal.
Um povo medíocre, um povo sem sal,
Que se acha o mais feliz de todos,
Como acha todo tolo e vil animal.

Brasil, a terra do santo carnaval,
Uma terra sem lei, sem regra moral,
Onde a faixa no chão é puro enfeite,
E a polícia viola toda lei estatal.

Ah! Brasil, e ainda tem quem goste,
E se quiser me dizer para ir embora,
É só me dar o dinheiro, passaporte,
Pois meu salário não chega ao norte.

Brasil, não tão diferente do mundo,
Mas onde tudo é intenso e orgulho,
Onde se é honrado ter sido esperto,
E nos rios ter despejado o entulho.

Ah! Brasil... o que eu posso fazer?

- Augusto Fossatti

Um comentário:

  1. Acabo de ler o Op.2 No.19 - Fúria e percebo que o sentimento permanece. E como não permanecer, se o que o causa só se agrava?

    ResponderExcluir