Levados Pela Poesia

sábado, 14 de abril de 2018

OP.3 N.4 - INTENSO

Como o céu do Universo infinito,
É um espírito de força e de emoção,
Multa cada pensamento de solidão,
A alma do meu livre-arbítrio sorri,
O mundo gira e não estou nem aí,
Só quero pensar todo o tempo em ti.
Não vou ser liberto do teu domínio,
Princesa real, consegue o impossível,
Vou em frente querendo tocá-la,
Vou vivendo para poder conquistá-la.

Mente viaja em velocidade imensa,
Domina meu corpo e minha cabeça,
Nada mais consegue me confortar,
Quero lhe ver, lhe beijar e lhe amar,
Sinto calor exalando o meu corpo,
Sinto-me pleno, confortável e seguro,
Este agora é o meu novo mundo,
Vivo em você segundo a segundo,
Estrelas são apenas luzes distantes,
És tu o meu sol neste breu escaldante.

O vento sopra junto ao sentimento,
Cada palavra um prazer imenso,
Sempre vivi buscando uma cobertura,
Conhecimento, sabedoria e cultura,
No final me deram um eterno buraco,
Que nada antes pôde preencher,
E você me preencheu num momento,
Um instante, uma dócil parcela,
Libertando-me desta enorme cela,
Menina pequena, minha aquarela.

O futuro é uma dúvida perdida,
Tento fazê-lo uma parte esquecida,
Porém, não vejo os dias que vêm
Sem você dentro do meu dia a dia,
A cada instante lhe vejo mais brilhante,
E como um rei amou sua bela praia,
E cada grão de areia nela ali presente,
Se quer saber como aqui isto se sente,
É do mesmo jeito, exatamente,
Cada detalhe, cada fio de cabelo,
Cada olhar, cada vez que se encosta,
Tornou-se para mim a mais valiosa,
Minha pergunta e minha resposta!

- Augusto Fossatti

Nenhum comentário:

Postar um comentário