Levados Pela Poesia

sábado, 14 de abril de 2018

OP.4 N.13 - HOJE ESCREVO

Vou escrever e esquecer meus problemas,
Vou escrever e encerrar minhas dúvidas,
Vou escrever e sanar o meu descontento,
Vou escrever para libertar o meu pensamento.

Hoje escrevo porque sou forte e potente,
Hoje escrevo porque vou longe e voando,
Hoje escrevo porque quero mudar minha alma
Hoje escrevo porque quero sonhar calmamente. 

Vou escrevendo, mantendo acordado,
Vou escrevendo para não perder o meu tempo,
Vou escrevendo para não morrer invisível,
Vou escrevendo com o meu lado sensível.

Vou escrever e espantar todos meus medos,
Vou escrever e sentir que estou crescendo,
Vou escrever e sentir quem eu sou de verdade,
Vou escrever e purificar toda minha vontade.

Hoje escrevo para ir me sentido inteiro,
Hoje escrevo para me transformar em chuva,
Hoje escrevo porque posso mudar horizontes,
Hoje escrevo porque quero renovar as fontes.

Vou escrevendo e sentindo toda esperança,
Vou escrevendo e aos poucos me percebendo,
Vou escrevendo e pensando nos sentimentos,
Vou escrevendo, acalmando neuros violentos.

Vou escrever e enxergar além do que posso,
Vou escrever e glorificar o meu cérebro,
Vou escrever para sentir que não sou idoso,
Vou escrever e olhar este mundo luminoso.

Hoje escrevo porque é a forma de expandir,
Hoje escrevo porque isto me faz grandioso,
Hoje escrevo porque quero ser novamente,
Hoje escrevo, pois quero escrever loucamente.

Vou escrevendo porque é o que mais quero,
Vou escrevendo porque vou te modificando,
Vou escrevendo porque é o que mais espero,
Vou escrevendo, pois é a forma de ser sincero.

Vou escrever para reviver minhas memórias,
Vou escrever para sentir minhas vitórias,
Vou escrever e realizar minhas ideias loucas,
Vou escrever até minhas mãos ficarem roucas.

Hoje escrevo porque vou mudar minha vida,
Hoje escrevo para curar todas as feridas,
Hoje escrevo apenas parar passar as horas,
Hoje escrevo para esquecer todos os foras.

Vou escrevendo, vou vendo e vou relendo,
Vou escrevendo para lembrar o momento,
Vou escrevendo para quebrar todas as barreiras,
Vou escrevendo para fugir das enfermeiras.

Vou escrever até o mundo ir estremecendo,
Vou escrever e não preciso de mais nada,
Vou escrever imaginando a minha glória,
Vou escrever e escrevendo eu faço história.

Hoje escrevo para tentar aos poucos acalmar,
Hoje escrevo, pois nada pode me ferir,
Hoje escrevo para provar como posso estar,
Hoje escrevo para provar que posso respirar.

Vou escrevendo sem nenhum motivo real,
Vou escrevendo, construindo minha fantasia,
Vou escrevendo e revivendo as transições,
Vou escrevendo e transcrevendo as emoções.

Vou escrever e os porquês não importam,
Vou escrever e me manter vivo para sempre,
Vou escrever e demonstrar minha atitude,
Vou escrever e vou soltar minhas virtudes.

- Augusto Fossatti 

Nenhum comentário:

Postar um comentário