Levados Pela Poesia

segunda-feira, 9 de abril de 2018

OP.4 N.9 - INCONSTANTES (COM CAROL MUNIZ)

A vida é tão revoltante,
Difícil é ser tão brilhante,
E se somos gênios,
Nos chamam de inconstantes.

Se digo o que penso me julgam,
Se me defendo por um instante,
Dizem-me que invento histórias,
Como se isso pra mim
não fosse como derrotas.

Nós que não ignoramos o conhecimento,
Passamos como idiotas, sem esclarecimento,
Ninguém pode nos ajudar?
Parece uma conspiração,
contra nosso modo de estar.

Se penso, existo,
Se não me entendem, desisto,
Como ser humano é tão difícil,
Feliz era a época em os
que inteligentes eram ouvidos.

- Augusto Fossatti 

Nenhum comentário:

Postar um comentário