Levados Pela Poesia

quarta-feira, 6 de junho de 2018

ANA

Amo-te que não sei dizer,
Não há mais alguém que eu possa querer,
Ainda sou tua e sempre hei de ser.

Ando querendo te encontrar,
Noto cada pessoa que passa
Ansiando o teu olhar.

Anos se passam e o meu desejo só faz crescer,
Não tento mais fugir, não há porquê. 
Almejo teu beijo de mel,

Ana, tu és o céu!
Não quero mais viver sem teu calor.
Amor é pouco o que sinto por ti.

A flama da paixão reside em ti,
No meu coração também está.
Ah! Como é bom lhe cultuar!

Abril de 2018,
Thais Poentes

2 comentários: