Levados Pela Poesia

quarta-feira, 6 de junho de 2018

DÊ UM TÍTULO PARA SEU POEMA

Esquece todos os versos negativos,
pelo menos nesta hora.
Vê entorno de ti os navios ablativos,
minha alma em ti aflora.

Chega de rimas mentirosas,
acabou a dissimulação.

Reconheço meu exílio,
vê como tu fazes,
cansei de mim
e das imagens patéticas.

Tudo o que simulas
posso ouvir em minha ardência,
sinto cada passo teu em meu desânimo.

Burlando as próprias regras,
sigo desaprendendo a obedecer.
Deixei a energia me levar,
e para quê?!

Dancei,
pois a vida está no movimento,
acontece que
não quero mais me menear.

A desolação me engole de madrugada,
deito-me sobre pensamentos martirizantes,
cubro-me com o descontentamento,
o que eu estaria tentando alcançar no final das contas?

Repousarei essa noite,
eu poderia não acordar.
Não é uma sugestão,
é uma solução,
mais do que isso,
é uma condição
concebível.

Minha insignificância me incomoda,
não é de agora,
o niilismo está comigo,
ele nunca foi embora.

Maio-Junho de 2018,
Thais Poentes

Nenhum comentário:

Postar um comentário