Levados Pela Poesia

quarta-feira, 29 de abril de 2020

NOSSO PRÓPRIO FIM (Op.31 N.6)

Quem somos nós 
se não o resultado, o fim 
de uma sucessão de eventos 
caóticos e imprevisíveis
no espaço-tempo? 


O que devemos ser 
se não o nosso próprio fim?  
Um meio? Jamais. 


Não somos ferramentas 
nas mãos de uma ideia! 
Ideias são à prova de balas, 

nós não.

- Augusto Fossatti

Nenhum comentário:

Postar um comentário