Levados Pela Poesia

sexta-feira, 15 de maio de 2020

OPOSTOS

“Mexa-se! Vá!”,
Mexa-se para sobreviver.

“Juntos”, ele disse
Para a encantada.
“Caminhar de mãos dadas”,
E, por essa estrada,
Eles se perderam...

Temo o inverso
Que se aproxima,
Com ele o remédio
Para o tédio,
Mas o desvanecer da paz.
Bela sina!

Seres vivos atormentam
Mais do que os mortos.
Se discorda,
Eu lhe mostro.

Mexa-se!
Pegue o seu!

Cada oposto que convém,
Para um mundo em desdém. 

2012,
Thais Poentes

Nenhum comentário:

Postar um comentário