Levados Pela Poesia

segunda-feira, 24 de agosto de 2020

A BAILARINA

Sinuosa, se balança pelo ar,
Joga-se, se movimenta,
Pelas cordas desliza
E a atenção de todos orienta.

De ponta cabeça agora está.
Um olhar e um sorriso me é lançado,
Vejo-me em seu enlaço.

Algo positivo me invade,
Estou sob sua mira.
Seu grupo se aproxima,
Oscilações insinua.

E que dócil expressão!
Uma jovem garota,
Firme no chão,
Vem em minha direção.

Indiquei o lugar,
Breve lá ela está,
Agora nos embalamos,
É o melhor dos sonhos!

Passa o tempo,
Ela precisa se remodelar,
Pede-me para esperar...

Maldito contratempo!

Por outros sou levada para fora,
Eu não queria ir embora,
E não tive coragem para outra opção.
Adeus, bailarina! Beijaria a sua mão.

Setembro de 2019,
Thais Poentes

Um comentário: